ok

Encontro na região da Cuesta encerra atividades do Fórum Paulista

Publicado em 21/12/2016 por Juliana Griese.

Participantes do XXVIII Encontro do Fórum Paulista e a paisagem da Cuesta de Botucatu, vista para o Gigante Deitado e Três Pedras

No último encontro de 2016 do Fórum Paulista, o Instituto Itapoty apresentou um panorama dos projetos sócio-ambientais desenvolvidos por ele e por parceiros, assim como outras iniciativas como a Área de Proteção Ambiental Botucatu, na região da Cuesta. Olhando para o marco dessa unidade de conservação, o Gigante Deitado, e depois reunidos no belíssimo Horto de Itatinga (Esalq/Usp), os participantes se surpreenderam com o trabalho que vem sendo desenvolvido há 10 anos na região com foco na restauração florestal, planejamento da paisagem, agroecologia e educação ambiental. Este último tema marcado pela publicação, distribuição e desenvolvimento de atividades pedagógicas do Atlas da Cuesta. Os esforços para restauração florestal até o momento focaram no planejamento e estabelecimento de um Banco de Áreas para a Restauração, fator determinante para a recente aprovação do projeto Gigante Guarani pelo último edital do BNDES. A conexão com o Diálogo do Uso da Terra (LUD), um dos temas do DF com experiência em curso em Santa Catarina, ficou evidente e o potencial para envolver mais as empresas florestais da região foi enfatizado como uma ação a ser trabalhada através de divulgação do trabalho.

No dia seguinte focamos na avaliação e início do planejamento para 2017. Ressalta-se resultados práticos do diálogo que, através de questões levantadas nos encontros, acaba provocando mudanças no manejo e ações nas empresas em prol da conservação da biodiversidade e melhoria da relação com comunidades. Em termos de planejamento decidiu-se pela continuidade da forma de funcionamento, através dos encontros anuais e do trabalho nas seguintes áreas focais:

- Rio do Peixe no Vale do Paraíba, tendo como principais instituições envolvidas o Grupo Consciência Ecológica, a Associação Corredores do Vale do Paraíba e as empresas Fibria e Suzano;

- Alto Paranapanema/Serra de Paranapiacaba, tendo como principais instituições envolvidas a Associação Pró-muriqui, Instituto Refloresta, Fibria, Suzano e Klabin;

- Região da Cuesta, tendo como principais instituições envolvidas o Instituto Itapoty e a empresa Suzano.

Também foi enfatizada a importância de temas políticos e estratégicos como: CAR/PRA, javalis, conservação em áreas privadas, restauração em larga escala, fomento entre outros. Foi determinado um procedimento para monitoramento das Diretrizes Socio-ambientais a ser trabalho em um dos encontros de 2017.

Terminando os trabalhos foi feita a eleição da nova Secretaria Executiva, um processo que já vem acontecendo há dois anos e pensado para que o trabalho tenha continuidade. Foi apresentada a Associação Pró-muriqui, representada pelo Dr. Maurício Talebi que já vem atuando como vice secretário executiva, como candidata a vaga, o que foi apoiado por todos os presentes. Ficaram pendentes a eleição da vice secretaria executiva e os representantes das empresas, o que será determinado no encontro de planejamento a ser realizado no início de 2017.

Juliana Griese, do Instituto Itapoty, agradece a confiança e participação de todos nestes 4 anos de trabalho à frente da Secretaria Executiva e todos reconhecem os avanços e importância do trabalho realizado para que o fórum cumpra seu papel.

O Fórum Florestal de São Paulo é um espaço de discussão sobre questões sociais e ambientais promovido por ONGs e empresas do setor florestal. Seu objetivo é gerar diretrizes e ações conjuntas que tenham impactos positivos sobre a sociedade e o meio ambiente. O Fórum funciona através de uma lista de discussão via e-mail e encontros trimestrais que geram documentos, projetos e esclarecem questões sobre a atuação das empresas.

Arquivos anexos

Memória do XXVIII Encontro do Fórum Paulista - Dez/2016 (1.14mb)
Apresentação Avaliação (5.45mb)
Avaliação (286kb)

Comente esta página

Nome:

E-mail:

Comentário:

Enviar
Seu e-mail não será exibido na página e é necessário
apenas para nosso controle interno dos comentários.